HISTÓRIA DA ÁFRICA E INTERVENÇÃO EPISTEMOLÓGICA: a Licenciatura em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros (UFMA)

Autores

  • MARCELO PAGLIOSA CARVALHO Universidade Federal do Maranhão - UFMA

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v17i29.711

Palavras-chave:

História da áfrica. Estudos Africanos. Estudos Afro-Brasileiros.

Resumo

Este artigo é resultado de pesquisa de pós-doutoramento em História da África (2016-2017). Tem por objetivo discutir possibilidades de intervenção epistemológica em História da África por meio de um caso específicode intervenção: a implementação da Licenciatura em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros (UFMA), curso inédito no Brasil. Analisa suas contribuições para o ensino das Histórias e Culturas Africanas e Afro-Brasileiras.Estuda as intencionalidades eproposições curriculares que embasam a proposta pedagógica da Licenciatura, que reconhece os contributos africanos na formação social brasileira, sem romantismos ou estereótipos, e colabora na tentativa de se desenvolver novas perspectivas epistemológicas.

Palavras-chave: História da África. Estudos Africanos. Estudos Afro-Brasileiros.

HISTORY OF AFRICA AND EPISTEMOLOGICAL INTERVENTION: Degree in African and Afro-Brazilian Studies (UFMA)

Abstract: This article is the result of postdoctoral research in African History (2016-2017). It aims to discuss possibilities of epistemological intervention in African Historythrough of a specific case of intervention: the implementation of the Degree in African and Afro-Brazilian Studies (UFMA), unprecedented course in Brazil. It analyzes their contributions to the teaching of African and Afro-Brazilian Histories and Cultures. It studies the intentionality and curricular propositions that underlie the pedagogical proposal of this Degree, which recognizes the African contributions in the Brazilian social formation, without romanticism or stereotypes, and collaborates in the attempt to develop new epistemological perspectives

Keywords: History of Africa. African Studies. Afro-Brazilian Studies.

HISTORIA DE ÁFRICA E INTERVENCIÓN EPISTEMOLÓGICA: la Licenciatura en Estudios Africanos y Afrobrasileños (UFMA)

Resumen: Este artículo es resultado de una investigación postdoctoral en Historia Africana (2016-2017). Su objetivo es discutir las posibilidades de intervención epistemológica en la Historia de África a través de un caso específico de intervención: la implementación de la Licenciatura en Estudios Africanos y Afrobrasileños (UFMA), curso inédito en Brasil. Analiza sus contribuciones a laenseñanza de las Historias y Culturas Africanas y Afrobrasileñas. Estudia las intencionalidades y las propuestas curriculares que basan la propuesta pedagógica de la licenciatura, que reconoce las contribuciones africanas en la formación social brasileña,sin romanticismo ni estereotipos, y colabora en el intento de desarrollar nuevas perspectivas epistemológicas

Palabras clave: Historia de África. Estudios Africanos. Estudios Afrobrasileños

Biografia do Autor

MARCELO PAGLIOSA CARVALHO, Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Graduado em História (2000), Mestre (2006) e Doutor (2011) em Educação pela Universidade de São Paulo. Realizou Pós-Doutoramento (2017) em História da África na Universidade de Lisboa. É Professor Adjunto IV da Universidade Federal do Maranhão (UFMA - Campus São Luís). Idealizador e docente da Licenciatura Interdisciplinar em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros da UFMA, curso pioneiro no país. Integra o Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão sobre África e o Sul Global - NEÁFRICA. Coordenou o Projeto de Extensão "Relações étnico-raciais nos currículos escolares" e o Projeto Interdisciplinar do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação á  Docência (PIBID) "Educação das relações étnico-raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana". Participou da criação e atuou como professor do curso de alfabetização de jovens e adultos do Núcleo de Consciência Negra na Universidade de São Paulo (1998-2001). Foi educador e coordenador do Centro de Educação e Organização Popular (1998-2001). Principais temas de discussão: Histórias e Culturas Africanas, Afro-Brasileiras; educação para as relações étnico-raciais; educação para a diversidade; políticas públicas e financiamento da Educação.

Downloads

Publicado

2020-02-12