FOUCAULT E A PASTORAL DA CONFISSÃO: o ato de se confessar no governo cristão das almas e a punição para cada pecado segundo o Decretum (1000-1025), por Burcardo de Worms

Autores

  • PABLO GATT Universidade Federal do Espá­rito Santo - UFES

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v18i31.785

Palavras-chave:

Pecado, Confissão, Michel Foucault

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discutir o que o filósofo e historiador das ideias, Michel Foucault (1926-198), compreendeu pelo termo pastoral da confissão, buscando no contexto dos primeiros séculos da era cristã e da Idade Média entender como eram realizadas as práticas de confissões. Do mesmo modo, analisaremos mediante a obra Decretum (1000-1025), de Burcardo de Worms, como eram estipuladas as punições para cada pecado cometido, visto que no discurso da Igreja e no imaginário da sociedade medieval as penas variavam de acordo com a gravidade do ato pecaminoso, sendo que pelo cumprimento dessas punições o indivíduo pecador estaria no caminho para a salvação da sua alma.

Palavras-chave: Pecado. Confissão. Michel Foucault.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

PABLO GATT, Universidade Federal do Espá­rito Santo - UFES

Doutorando em História / Universidade Federal do Espírito Santo.
Vitória, Espírito Santo, Brasil.

Downloads

Publicado

2021-02-18