A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM ARQUEOLOGIA: hipóteses sobre o povoamento pré-colonial na Ilha de São Luís a partir das campanhas arqueológicas de Mário Ferreira Simões.

Autores

  • Arkley Marques Bandeira Historiador e Mestrando em Arqueologia Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo-MAE USP

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v3i3.393

Palavras-chave:

Arqueologia-Pré-história, Sambaquis, São Luá­s,

Resumo

Esses artigo versa sobre a produção de conhecimento no campo da arqueologia, enfocando como estudo de caso as campanhas arqueológicas do pesquisador Mário Ferreira Simões na Ilha de São Lúís, no ano de 1972. Para tanto, foram realizadas uma revisão bibliográfica acerca da temática em questão e a transcrição de toda a ducumentação pertencente a esse pesquisador - cartas, cadernos de campos, relatórios, ofícios, etc. depositada no arquivo Guilherme de La Penha, do Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém. A partir disso, apresentaremos nesse texto as principais hitóteses e interpretações acerca do povoamento pré-colonial da Ilha de São Luís, analisando criticamente suas resultados a partir da correlação com a produção arqueológica atual e indicando novas problemáticas para trabalhos futuros, a partir de pesquisar arqueológica no sambaqui do Bacanga.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-01-10

Como Citar

Bandeira, A. M. (2006). A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM ARQUEOLOGIA: hipóteses sobre o povoamento pré-colonial na Ilha de São Luís a partir das campanhas arqueológicas de Mário Ferreira Simões. Outros Tempos: Pesquisa Em Foco - História, 3(3). https://doi.org/10.18817/ot.v3i3.393