A CONTRIBUIÇÃO DE NáSIA FLORESTA PARA A EDUCAÇÃO FEMININA: pioneirismo no Rio de Janeiro oitocentista

Autores

  • Luciana Martins Castro Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v7i10.108

Palavras-chave:

Gênero, Educação, Império, Rio de Janeiro, Ná­sia Floresta

Resumo

Ná­sia Floresta desenvolveu um importante trabalho como educadora e  escritora no Rio de Janeiro Imperial. Pelo seu pioneirismo na fundação de um  colégio para meninas, no ná­vel dos melhores colégios masculinos da Corte, e sua  produção literária foi colocada na posição de precursora dos ideais feministas no  Brasil, numa época em que a maioria das mulheres era analfabeta, Ná­sia era uma  mulher erudita que militava pelo direito da mulher  ao acesso á  educação. Essas  militá¢ncias estiveram presentes em sua obra, fato que provocou desconforto na  sociedade patriarcal na qual vivia. Essas reflexões contribuem para delinear o perfil  da mulher no Rio de Janeiro dos oitocentos. E, a partir desse escopo, compreender  as circunstá¢ncias presentes no desenvolvimento do trabalho de Ná­sia Floresta.

Downloads

Publicado

2010-10-08