HISTÓRIA DAS JUSTIÇAS: os paradoxos da administração e da disciplina social da América portuguesa ao Brasil

Autores

  • ADRIANA PEREIRA CAMPOS Fundação de Amparo à Pesquisa e à Inovação do Espírito Santo
  • ANDRÉA SLEMIAN Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v19i33.920

Resumo

ADRIANA PEREIRA CAMPOS

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2563-4021

Docente permanente dos Programas de Pós-Graduação em História e Direito Processual da Universidade Federal do Espírito Santo. Pesquisadora produtividade do CNPq. Pesquisadora vinculada por meio de projeto de pesquisa à Fundação de Amparo à Pesquisa e à Inovação do Espírito Santo – FAPES

Vitória/Espírito Santo/Brasil

acampos.vix@gmail.com

 

ANDRÉA SLEMIAN

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2745-7073      

Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de São Paulo e docente colaboradora do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Espírito Santo. Pesquisadora produtividade do CNPq. Pesquisadora vinculada por meio de projeto de pesquisa à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP

Guarulhos/São Paulo/Brasil

andrea.slemian@gmail.com

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ADRIANA PEREIRA CAMPOS, Fundação de Amparo à Pesquisa e à Inovação do Espírito Santo

Docente permanente dos Programas de Pós-Graduação em História e Direito Processual da Universidade Federal do Espírito Santo. Pesquisadora produtividade do CNPq. Pesquisadora vinculada por meio de projeto de pesquisa à Fundação de Amparo à Pesquisa e à Inovação do Espírito Santo – FAPES.

 

 

 

ANDRÉA SLEMIAN, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de São Paulo e docente colaboradora do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Espírito Santo. Pesquisadora produtividade do CNPq. Pesquisadora vinculada por meio de projeto de pesquisa à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP

 

Referências

Bibliografia

BARMAN, Roderick; BARMAN Jean. The role of the Law Graduate in the political elite of imperial Brazil. Journal of Interamerican Studies and World Affairs, Miami, v. 18, n. 4, p. 423-450, 1976. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/174990. Acesso em: 2 dez. 2021.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania: tipos e percursos. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 9, n. 18, p. 337–360, 1996. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2029/1168. Acesso em: 2 dez. 2021.

GOUVÊA, Maria de Fátima Silva. O Império das Províncias: Rio de Janeiro (1822-1889). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

LEMPÉRIÈRE, Annick. Constitution, juriction, codification: le Libéralisme Hispano-Américain au miroir du Droit.” Almanack, Guarulhos, n. 15, p. 1–43, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/alm/a/WzYqPMvfmJJZQgmGH88pJrF/?lang=fr. Acesso em: 2 dez. 2021.

PAQUETTE, Gabriel. Enlightened Reform in Southern Europe and Its Atlantic Colonies, C. 1750-1830. Burlington, EUA: Ashgate, 2009. Disponível em: https://www.taylorfrancis.com/books/edit/10.4324/9781315579825/enlightened-reform-southern-europe-atlantic-colonies-1750%E2%80%931830-gabriel-paquette Acesso em: 2 dez. 2021.

Downloads

Publicado

2022-01-31

Como Citar

CAMPOS, A. P. ., & SLEMIAN, A. . (2022). HISTÓRIA DAS JUSTIÇAS: os paradoxos da administração e da disciplina social da América portuguesa ao Brasil. Outros Tempos: Pesquisa Em Foco - História, 19(33), 139–145. https://doi.org/10.18817/ot.v19i33.920