NOS SEIOS DA ESCRAVIDÃO: um olhar sobre alforrias negociadas por mulheres escravas. Freguesia de Santo Antônio da Jacutinga – Século XIX

Autores

  • Nielson Rosa Bezerra Dr. Nielson Rosa Bezerra (Bolsa Fixação de Doutor — UEMA) Pesquisador de Produtividade da FBN-RJ

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v7i10.90

Palavras-chave:

Mulheres escravas, Alforrias, Jacutinga,

Resumo

Este artigo apresenta um debate sobre as estratégias usadas por mulheres escravas para a obtenção de alforrias. Considerando que as lutas cotidianas do cativeiro poderia culminar com a liberdade, muitos escravos fugiam e muitos outros formavam quilombos. Entretanto, muitas mulheres escravas da Freguesia de Santo Antonio da Jacutinga no Recôncavo do Rio de Janeiro, negociavam o cotidiano, ampliavam suas autonomias e negociavam a liberdade com seus senhores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-05