O ESTADO DO PIAUÍ NA EXPOSIÇÃO NACIONAL DE 1908

Autores

  • LAILA PEDROSA DA SILVA Casa de Oswaldo Cruz- COC/Fiocruz

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v17i30.808

Resumo

No início do século XX, as exposições foram percebidas como importantes instrumentos de modernização nacional, bem como de identificação dos recursos naturais do país, a fim de apontar suas possíveis possibilidades de uso. As elites políticas, econômicas e intelectuais piauienses passaram a defender o comparecimento do Piauí nas mostras expositivas, acreditando que traria inúmeros benefícios para a região, tais como investimentos de capitais estrangeiros e melhoramentos nas suas indústrias econômicas. Dessa forma, a proposta deste artigo é descrever e analisar a participação do Piauí na Exposição Nacional de 1908, realizada em comemoração ao primeiro centenário da abertura dos portos às nações amigas. A partir de periódicos locais, mensagens governamentais e catálogos dos produtos expostos, percebemos que a exposição foi oportuna para divulgação das potencialidades econômicas do estado que, desde a segunda metade do século XIX, se via na fronteira do progresso e reclamava maior atenção das autoridades governamentais.

 Palavras-chave: Piauí. Exposição. Integração.

Biografia do Autor

LAILA PEDROSA DA SILVA, Casa de Oswaldo Cruz- COC/Fiocruz

Doutoranda em História das Ciências e da Saúde-PPGHCS

Casa de Oswaldo Cruz- COC/Fiocruz

 Rio de Janeiro, Brasil

 

Publicado

2020-10-13