MEDIDAS MODERNIZADORAS NO RECIFE DO SÉCULO XIX: ordenamento, progresso e civilidade

Autores

  • JOSÉ LINS DUARTE Universidade Federal do Piauá­

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v17i30.796

Palavras-chave:

Espaço urbano. Progresso. Higienização.

Resumo

O presente artigo objetiva analisar os desdobramentos do Recife no século XIX, mediante a necessidade de implementar melhorias urbanas que envolvessem os aparatos das tecnologias em curso e as medidas de higienização, a fim de atender às carências de uma urbe que se encontrava tencionada pelo adensamento populacional. Além disso, visa avaliar determinadas observações emitidas por estrangeiros e citadinos, quanto às impressões do espaço urbano e à interação com a população. Igualmente, considerar aspectos que levaram, em certo momento, haver maior aproximação entre parcela da sociedade e governo, motivados pela ideia de progresso.

Palavras-chave: Urbe.  Espaço Urbano. Progresso. Higienização.

Biografia do Autor

JOSÉ LINS DUARTE, Universidade Federal do Piauá­

 

Doutorando em História - UFPI - Teresina - PI - Brasil

Professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI – CSHNB)

Picos – PI, Brasil.

jlinsduarte@ufpi.edu.br

Publicado

2020-10-13