HONRA E DESONRA: a eleição dos juízes almotacés e a ascensão social no Antigo Regime português

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v18i31.771

Palavras-chave:

Ascensão social, Almotaçaria , Câmaras Municipais, Antigo Regime

Resumo

Resumo: A almotaçaria foi um dos mais tradicionais e duradouros cargos das Câmaras Municipais portuguesas regulando os mercados, as construções e as questões sanitárias urbanas durante todo o Antigo Regime. Originalmente reservado à mais alta elite, fruto de indicação régia, no século XVI o ofício se tornou eletivo, começou a se desvalorizar e passou a ser rechaçado. Entretanto, permaneceu sendo valorizado por aqueles que almejavam adquirir honra e distinção, funcionando como uma das principais portas de entrada na “nobreza da terra”. O artigo analisa essa curiosa dialética do ofício, que pode ser verificada por quase todo o império.

Palavras-chave: Ascensão social. Almotaçaria. Câmaras Municipais. Antigo Regime.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

THIAGO NICODEMOS ENES DOS SANTOS, Universidade Federal Fluminense - UFF

Doutorando em História./ Universidade Federal Fluminense
Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

Downloads

Publicado

2021-02-18