A APROPRIAÇÃO DA VIDA: Roger Chartier e uma leitura do mundo

Autores

  • João Paulo P. Costa Mestrando PPGH-UFPI / Bolsista REUNI Floriano, PI - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v8i11.67

Palavras-chave:

Roger Chartier, Leitura, Indisciplina

Resumo

A partir  das  obras  do  historiador  francês  Roger  Chartier,  bem como  das  minhas  experiênciasparticulares com seus escritos, pretendemos neste artigo analisar as discussões e ideias desenvolvidas por esseautor em relação ao ato da leitura. Tendo como base os seus estudos acerca da história do livro e da próprialeitura, foi-nos possá­vel perceber não somente o caráter "indisciplinar" que envolve as ações dos leitores aolongo da história, como também uma forte ligação desse pesquisador com a produção intelectual de Michel deCerteau.  Através  desses diálogos,  também  pude,  em  minhas  próprias  pesquisas históricas  sobre  os  á­ndioscoloniais no Ceará, ”delinquir” minha leitura de Chartier e com isso relacionar o ato de ler estudado por esseautor  com  a  maneira  como  os  povos  indá­genas percebiam, de  forma  particular,  o  ”novo  mundo”  que  seconfigurava ao seu redor

Downloads

Publicado

2011-05-10