OS DOMáNIOS DO PRAZER: A mulher escrava como mercadoria sexual

Autores

  • Hilary Mcd Beckles Prof. Doutor Honorário da UNIVERSITY OF THE WEST INDIES Cave Hill, St. Michael - Barbados

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v8i12.62

Palavras-chave:

Escravidão, Prostituição, Concubinagem, Relações de gênero, Relações raciais,

Resumo

O  artigo  traduzido  discute  a  exploração  sexual  da  mulher escravizada  em  Barbados  emambiente rural e urbano, durante as últimas décadas do século XVIII e primeiras décadas do século XIX.Explorando a documentação primária referente ao fenômeno, o autor identifica o trabalho de prostituiçãoe concubinage, seus agentes e clientes, entre negras(os), mulatas(os) e brancas(os) e sua inserção dentroda estrutura econômica e social de Barbados.

Downloads

Publicado

2011-11-25