POR UMA HISTÓRIA INDÍGENA DE LONGA DURAÇÃO: cronologia das ocupações humanas pré-coloniais na Ilha de São Luís – MA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v15i25.614

Palavras-chave:

Arqueologia. Cronologia. Ocupações humanas. Longa duração.

Resumo

Resumo: O artigo sintetiza parte dos resultados obtidos na tese de doutorado do autor, que versou sobre os processos pré-coloniais relacionados à ocupação humana na Ilha de São Luís – MA, em sua longa duração. Será abordada a cronologia obtida na pesquisa, sobretudo as datas relacionadas com os diferentes momentos de ocupação dos sítios arqueológicos, a partir de uma perspectiva regional, diacrônica e inter sítio. A pesquisa centrou-se em métodos da Arqueologia para investigar cinco sítios arqueológicos, a saber: os sambaquis do Bacanga, Panaquatira e Paço do Lumiar e os sítios cerâmicos Vinhais Velho e Maiobinha I. Os resultados permitiram reconhecer os processos de formação do registro arqueológico, a espacialidade dos sítios e o contexto deposicional dos antigos assentamentos de diversos povos que ocuparam a Ilha de São Luís, desde 6.600 anos atrás, estendendo-se até os primeiros séculos do Brasil colonial.


Palavras-chave: Arqueologia. Cronologia. Ocupações humanas. Longa duração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ARKLEY MARQUES BANDEIRA, Universidade Federal do Maranhão

Doutor em Arqueologia (MAE-USP). Docente da Universidade Federal do Maranhão

 

Downloads

Publicado

2018-06-28