IDEOLOGIA E TRADIÇÃO DOS USUÁRIOS NA AMAZÔNIA COLONIAL

Autores

  • LUCAS ENDRIGO BRUNOZI AVELAR UERR

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v14i24.609

Palavras-chave:

Amazônia Colonial. Embriaguez. Drogas. Missionários.

Resumo

Resumo: Neste texto procuramos indicar como os portadores de uma ideologia religiosa de origem medieval descreveram a embriaguez dos povos indígenas na Amazônia do século 18. Privilegiamos o exame dos relatos contidos na obra Tesouro Descoberto no Máximo Rio Amazonas, do jesuíta português João Daniel. Procuramos apontar as contradições e aproximações estabelecidas entre, de um lado, uma colonização fundada na produção e comércio de drogas e na tradição alimentar católica assentada no vinho e no pão, e, de outro, uma ideologia do abuso elaborada para dar conta da tradição indígena de ingestão de bebidas e substâncias extraídas da floresta.

Palavras-chave: Amazônia Colonial. Embriaguez. Drogas. Missionários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

LUCAS ENDRIGO BRUNOZI AVELAR, UERR

 

Doutorando da FFLCH-USP

Professor da UERR

 

Downloads

Publicado

2017-12-21