O "CASO DOS SOUZA CASTRO": Itinerários de dois pesquisadores do Centro de Estudos Afro-Orientais na Nigéria (1962-1963)

Autores

  • Luiza Nascimento dos Reis Mestranda PPGH-UFBA Salvador, BA-Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v8i12.58

Palavras-chave:

Centro de Estudos Afro-Orientais, Intercá¢mbio acadêmico, Relações Brasil-áfrica, Guilherme de Souza Castro, Yêda Pessoa de Castro,

Resumo

No  iná­cio  da  década  de  1960,  o  recém-fundado  Centro  de Estudos  Afro-Orientais  daUniversidade  Federal  da  Bahia  aglutinou jovens  pesquisadores  com  o  objetivo  de  fomentar  umintercá¢mbio acadêmico com paá­ses do continente africano. Para o diretor-fundador Agostinho da Silvainteressava uma aproximação cultural. Para os pesquisadores, como Guilherme de Souza Castro eYêda Pessoa de Castro, buscava-se investigar conexões religiosas entre a Bahia e determinados paá­sesda áfrica Ocidental. Da convergência desses interesses resultou a singular experiência do então casal”Souza Castro”  na  Nigéria,  onde  estiveram  entre  1962  e  1963.  As dificuldades  estruturais  e asexperiências da pesquisa no continente africano informam sobre meandros da polá­tica africana postaem curso pelo Brasil.

Downloads

Publicado

2011-10-18