HOSPITALIDADE E ANTROPOLOGIA NA ÁFRICA DO SUL CONTEMPORÂNEA

Autores

  • ANTONÁDIA BORGES Universidade de Brasá­lia - UNB

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v12i19.460

Palavras-chave:

áfrica do Sul. Etnografia. Hospitalidade.

Resumo

Resumo: Na  África  do  Sul  contemporânea,a  circulação  de  pessoas  negras  entre  muitas  casas  é  não raramenteentendida como um traço atávico, ao qual não se deve dar maior atenção. Um paradoxo,no entanto,se  estabelece,  a  despeito  dos  efeitos do  colonialismo  e  sobretudo  do  regime  do  apartheid. Sobre  a  mobilidade,  as  ciências  sociais,  e  mais  especialmente  a  antropologia,  construíram  análises, mesmo que com fins heurísticos, que versavam sobre agrupamentos isolados. Em nossa experiência de pesquisa,no entanto, a circulação de pessoas –vivas e mortas – entre as diversas casas não obedece a um fluxo meramente imposto pelos governos autoritários e pelo capital. Andar, acolher e ser recebido constituem  experiências  fundantes  da  construção  de  si;  sendo  o  seu  oposto  a  intolerância  e  a segregação.

Palavras-chave: África do Sul. Etnografia.Hospitalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ANTONÁDIA BORGES, Universidade de Brasá­lia - UNB

Doutora em Antropologia pela Universidade de Brasá­lia (UNB).  Professora do Departamento de Antropologia da UNB.

Downloads

Publicado

2015-07-01