O CONTADOR E OS LIVROS: o catálogo dos livros apreendidos ao conde da Ega em 1813

Autores

  • CLáUDIO DENIPOTI Universidade Estadual de Ponta Grossa - UFPG

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v11i18.420

Palavras-chave:

História da palavra impressa. Bibliotecas. Guerra Peninsular. Catálogos.

Resumo

Em 1813, a redação manuscrita do ”Catalogo dos livros que foram do Ex Conde da Ega, os quaes por ordem do Illmo e Exmo Snr, Marquez de Borba, etc...”, feito no á¢mbito da Intendência de Obras Públicas de Lisboa, pelo escrivão Thomaz de Aquino Leal, oferece-nos personagens que podem permitir uma análise sobre o universo dos livros em Portugal entre os séculos XVIII e XIX. Uma análise estatá­stica permite ver uma biblioteca composta fundamentalmente por obras filosófico-religiosas, impressas em Latim, Espanhol e Português, publicadas majoritariamente no século XVI e XVIII. Uma análise discursiva permitirá uma percepção das clivagens sócio-polá­ticas em cena no contexto das guerras napoleônicas em Portugal. Uma comparação com outros catálogos manuscritos permitirá explorar os limites desse documento para os historiadores modernos.

Palavras -chave: História da palavra impressa. Bibliotecas. Guerra Peninsular. Catálogos.

 

THE ACCOUNTANT AND THE BOOKS: the catalogue of apprehended books belonging to the count of Ega in 1813

Abstract: In 1813, the manuscript of the ”Catalog of books belonging to the Count of Ega, apprehended by order of the Marquis of Borba...”, written within the office of Public Works in Lisbon, by notary Thomaz de Aquino Leal presents us with characters which may allow us to analyze the book universe in Portugal at the turn of the 18th to the 19th Centuries. A statistical analysis allows us to view a library made up fundamentally of books published during the 16th to 18th Century period, mostly in Latin, Spanish and Portuguese, on philosophy and religion themes. A discourse analysis will allow an understanding of the social and political divides in play during the Napoleonic wars in Portugal. A comparison with other manuscript catalogs will let us explore the limits of such documents for the modern historians.

Keywords: Printed word history. Libraries. Peninsular wars. Catalogues.

 

EL CONTADOR Y LOS LIBROS: el catálogo de los libros aprehendidos al conde de la Ega, en 1813

Resumen: En 1813, la redacción manuscrita del "Catálogo dos livros que foram do Ex Conde da Ega, os quais, por ordem do Ilmo e Exmo Sr. Marquez de Borba, etc...  " hecho en el ámbito de la Administración de Obras Publicas de Lisboa, por el notario Thomaz de Aquino Leal, nos ofrece personajes que pueden permitir un análisis sobre el universo de los libros en Portugal, entre los siglos de XVIII y XIX. Un análisis  permite ver una biblioteca compuesta fundamentalmente por obras filosófico religiosas, impresas en Latá­n , Español y Portugués, publicadas mayoritariamente en el siglo XVI y XVIII. Un análisis discursivo permitirá una percepción de las fragmentaciones socio polá­ticos en el escenario del contexto de las guerras napoleónicas en Portugal. Una comparación con otros catálogos manuscritos podrá permitir la explotación de los lá­mites de ese documento para los historiadores modernos.

Palabras clave: Historia de la palabra impresa. Bibliotecas. Guerras Peninsular. Catálogos.

Biografia do Autor

CLáUDIO DENIPOTI, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UFPG

Doutor em História pela UFPR, professor do departamento de História da UEPG, pesquisador do Grupo Cultura e Educação na América Portuguesa (UFMG) e do Centro de Documentação e Pesquisa de História dos Domá­nios Portugueses (UFPR) Ponta Grossa/PR/Brasil

 

Downloads

Publicado

2014-12-15

Edição

Seção

Dossiê: Parte 1 - Geografias do livro: espaços, circulação e leitura na América e Europa