SABERES IMPRESSOS, CORRESPONDÊNCIAS E EXPEDIÇÕES CIENTÍFICAS: a capitania do Maranhão eo Reformismo Ilustrado na virada para o Oitocentos

Autores

  • MARCELO CHECHE GALVES Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v11i18.417

Palavras-chave:

Maranhão. Reformismo Ilustrado. Impressos. Correspondências. Expedições Cientá­ficas.

Resumo

Resumo: O artigo toma como ponto de partida a venda de impressos na Casa do Correio da cidade de São Luís do Maranhão, entre os anos de 1799 e 1801, inserindo-a nas diretrizes da política portuguesa de  difusão  dos  conhecimentos  científicos  por  intermédio  da  impressão,  venda  e  distribuição  de impressos.  Tal  política,  sob  o  comando  de D.  Rodrigo  de  Sousa  Coutinho,  secretário  de  Estado  da Marinha  e  Ultramar,  contou  com  a  decisiva  atuação  do  frei  José  Mariano  da  Conceição  Veloso, responsável pela tradução e impressão de grande número de obras: Veloso dirigiu a Casa Literária do Arco  do  Cego  entre  1799  e  1801.  Considero  também  os  impressos  que  circularam  fora  da  órbita  do Arco do Cego, e que chegaram à capitania do Maranhão após serem submetidos ao crivo da Real Mesa Censória.   Por   fim,   articulo   esse   conjunto   de   impressos   às   correspondências   trocadas   entre   o governador da capitania, Diogo de Sousa, e o secretário Coutinho, cujos temas se pautavam na questão do  conhecimento  científico  e  nas  múltiplas  formas  de  desenvolvimento  das  potencialidades  da capitania.   Como   exemplo-síntese   dessas   preocupações,   analiso   o   contexto   de   organização   e desenvolvimento da expedição científica chefiada por Vicente Jorge Dias Cabral e pelo padre Joaquim José Pereira, que explorou a capitania entre os anos de 1799 e 1802.

 Palavras-chave:   Maranhão.   Reformismo   Ilustrado. Impressos.   Correspondências.   Expedições Científicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MARCELO CHECHE GALVES, Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Doutor em História/Universidade Estadual do Maranhão. São Luá­s, Maranhão, Brasil.

Downloads

Publicado

2014-12-15

Edição

Seção

Dossiê: Parte 1 - Geografias do livro: espaços, circulação e leitura na América e Europa