A CULTURA CASTREJA (C. III A.C. - I D.C.): a longa tradição de resistência ibérica

Autores

  • Ricardo da Costa (UFES)

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v3i3.394

Palavras-chave:

Arqueologia, Castros, História de Portugal,

Resumo

Neste artigo é analisada a relação entre a História e a Arqueologia através do estudo dos castros portugueses, fortificações criadas entre o século III a. C. e I d.C. no território lusitano. A obra Geografia, de Estrabão, foi utilizada para confrontar os dados arqueológicos. A hipótese sobre a cerâmica e os núcleos familiares dos castros foi tratada a partir de um estudo de caso: o Castro de Carvalhelhos, em Trás-dos-Montes, uma típica região castrense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-01-10

Como Citar

Costa, R. da. (2006). A CULTURA CASTREJA (C. III A.C. - I D.C.): a longa tradição de resistência ibérica. Outros Tempos: Pesquisa Em Foco - História, 3(3). https://doi.org/10.18817/ot.v3i3.394