JOSÉ Cá‚NDIDO DE MORAIS E SILVA: outras histórias (1828 ”“ 1831)

Autores

  • Vicente Antonio Rodrigues Madureira Graduado em História Licenciatura pela UEMA.

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v6i8.174

Palavras-chave:

Imprensa, O Farol Maranhense, Luta, Maranhão,

Resumo

Proponho ampliar o conhecimento sobre a atuação polá­tica do José Cá¢ndido de Morais e Silva, redator  do jornal O Farol Maranhense, no quadriênio 1828 - 1831. Nesse recorte temporal os embates  polá­ticos do pós-independência tiveram desdobramentos nos campos educacional, administrativo e  intelectual, sobre os quais existem poucos estudos. A imprensa foi um veá­culo por onde os debates  ocorreram e o palco para a apresentação de idéias, crá­ticas, denúncias, convicções e objetivos. Inserida  nesse contexto, a figura do José Cá¢ndido de Morais e Silva foi destacada pela historiografia dedicada á   imprensa maranhense no século XIX. Parto aqui, do pressuposto de que outras dimensões desse ”vulto  regional” possam ser analisadas.

Downloads

Publicado

2009-12-15