A MARCHA DOS CARNEIROS: estratégias de ascensão e mobilidade social da famá­lia Carneiro nas Capitanias do Norte, séculos XVII e XVIII

Autores

  • Ana Lunara da Silva Morais Mestranda PPGH-UFRN

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v9i14.14

Palavras-chave:

Famá­lia Carneiro, Redes clientelares, Ascensão social,

Resumo

A famá­lia Carneiro é original de Portugal, tendo chegado á  capitania de Pernambuco, na América portuguesa, antes da invasão holandesa. A famá­lia destacou-se por ocupar cargos administrativos e militares, sobretudo, em Pernambuco, e por possuir engenhos. Além disso, a famá­lia contava com uma ampla rede social, estabelecida por meio de casamentos e de amizades. Contudo, para estabelecer-se neste privilegiado espaço social da capitania de Pernambuco e suas anexas, a famá­lia Carneiro passou por perá­odos conturbados, de insegurança polá­tica e econômica, como ocorreu na Guerra dos Mascates (1710-1711). A famá­lia valeu-se de estratégias para ascender socialmente e manter-se no poder, tendo atuando também nas capitanias do Ceará e Rio Grande para diversificar suas atuações polá­ticas e econômicas, e estabelecer novas redes sociais.

Downloads

Publicado

2012-11-22