VIOLÊNCIA DE GÊNERO: queixas na Delegacia da Mulher de Maringá (1987-1996)

Autores

  • Claudia Priori Doutoranda em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR)

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v7i9.123

Palavras-chave:

Gênero, Violência, Delegacia da mulher, Relações de poder

Resumo

O artigo aborda a violência de gênero em Maringá-PR, no período de 1987 a 1996, analisando os Registros de Ocorrências da Delegacia Especializada na Defesa da Mulher, numa perspectiva quantitativa e qualitativa, com o propósito de dar visibilidade ao fenômeno (in) visível da violência que atinge majoritariamente as mulheres, bem como elucidar os cenários e bastidores das práticas violentas de gênero. A institucionalização da violência de gênero e do atendimento especializado nas delegacias de mulheres contribuíram para trazer luz a uma questão cultural, legal e social, que muitas vezes é sub-denunciada. A percepção do universo da violência e a identificação de seus agentes colaboram para o descortinamento da violência de gênero, trazendo à tona a gravidade e frequência com que isso ocorre.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-05-31