DIRETRIZES POLáTICAS, EMPREENDIMENTOS PRIVADOS: A atuação da Companhia de Viação São Paulo ”“ Mato Grosso (1908-1943).

Autores

  • Lucas Mariani Corrêa Mestrando PPGH - UNESP/Bolsista FAPESP Assis/São Paulo/Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18817/ot.v9i14.12

Palavras-chave:

São Paulo, Mato Grosso, Diretrizes polá­ticas, Colonização, Empresa particular,

Resumo

Nosso artigo visa refletir sobre a relação entre as diretrizes polá­ticas e os empreendimentos de  uma empresa particular inseridos e direcionados para o contexto de segurança nacional, ou melhor, da  constituição do Estado Nacional. Dentro disso, temos a atuação da Companhia de Viação São Paulo ”“Mato Grosso ocupando brechas e aproveitando-se de diretrizes governamentais que buscavam a  modernização e  o  progresso do paá­s a todo custo. Estariam como eixo dessas diretrizes a ocupação e  colonização dos então chamados ”sertões”, ”oestes” ou espaços ”vazios” brasileiros. Entre esses espaços  ”vazios”, a Companhia de Viação São Paulo  ”“ Mato Grosso atuou no extremo oeste do  estado de São  Paulo e no sul do antigo estado do Mato Grosso desenvolvendo atividades de navegação e de colonização.  Para tanto, focaremos desde o surgimento dessa empresa em 1908 até quando sua atividade de navegação  é transformada em autarquia federal em 1943, traçando em linhas gerais a história desses locais.

Downloads

Publicado

2012-11-26